Menu e Textos Alma das Flores
Banner

Cadastre-se e receba newsletter

    

 

 

Num determinado momento do aqui e agora: a distinção entre o existente na nossa realidade; o possível de existir, caso se faça isto ou aquilo outro; e o inexistente. Saudável percepção, sem ilusões, inverdades e sofrimentos vãos. Uma verdade existencial: a realidade é mutável, impermanente, e depende de inúmeros fatores. O que não pode faltar em um caminho escolhido: amor e amor próprio.

 

  
 


 

 

 

Vênus no signo de Touro, em domicílio

 

 

Vênus no signo de Touro,

em seu próprio domicílio

 

Facebook

Http://www.facebook.com/rosana.davilauchoa

Rosana Uchôa

16/04/2013



A semente do gostar
Enraíza o atrativo
No bom conviver
Da firme escolha
As formas se solidificam
Aparecem os atributos
Os aspectos são vistos
A olhos vistos

Tua calma
É a tua alma
As vestes são arrumadas pela mulher
A mulher é perfumada pelas flores
As flores são embelezadas pela simples presença da mulher
Amante é o Amor de Deus, que nunca nega seu fogo das águas profundas!
No lado oposto e complementar, os signos de uma mandala
Casam-se sempre os já unidos
Ninguém separa o que Deus uniu e esculpiu

A harmonia escuta o bom tom
Fala quem sabe se encontrar
Beleza é um dom de Ser sem comparar
Deus é Quem cria para sempre se dizer um som
Gera o ritmo!

A olhos vistos
No lado oposto

Arquitetura
Segurança de Ser porque É sem parecer
Vem das raízes que tanto há, que não precisa trocar
para substituir sem vida, nem cor, obstruindo
Não é maya, ilusão
Quem é, não mente, e nem quer! Não foge da beleza de si,
Sejam quais forem os dons, recursos
Seus talentos internos:
Autoestima fluindo
Ninguém quer com um outro se relacionar, mais do que a si verdadeiro
Segredo profundo no oposto,
sem se perder nos apegos com hora certa para um fim
Prazer de amar o amor verdadeiro e ser amada por ele:
o amor, sexo e Deus do amor
Deus casa solteiros
Casados temem as solteiras por apego
Medo do desconhecido que não se compreende
A autoestima não precisa iludir
Nem de ilusões para ser um suposto feliz Nada
Assumir todos os atos (existentes) é para quem se assume inteiro diante de si próprio

Das aparências e valores alheios adormecidos
Bela adormecida se veste de si: a autoconfiança
O dinheiro um dia vira para quem sou do verbo Ser
E não um ser virando dinheiro para comprar a mim mesma(o), pagar caro e subsistir

Trabalha quem serve
A propósitos melhores
Verdade é sempre no coração onde há para se buscar
Compreensão
Ninguém quer o errado de algo
Para deixar de lado
Uma parte da integridade completa
Sabe Deus sempre quem faz e qual motivação
O óbvio é para quem está preparado para ouvir do interior
E servir primeiro a Deus o que serve de alimento para um corpo

A pureza protege
Vem e nasce de dentro de um centro de luz
Há um velho ditado que diz: ‘A mentira tem pernas curtas’.
Então se cuidem todos os baixinhos pela incorreta atitude de um outro alguém
Se aconteceu, então pode acontecer o que já aconteceu;
Deus deixou as lições para aprendermos
O que ainda não sabíamos sem

As mulheres precisam escutar mais a receptiva noite
Esquecem
Escutam demais os dias das realizações, mas não são homens (apenas)
Nem nunca serão por mais que digam
Olhe para a Lua de nova para crescente
E veja sua mãe, sua filha e sua irmã no céu de outono nessa primavera
Onde não falta ninguém!
Chora!

Valores de suas boas escolhas
A arte
Fica quando vier
Amor
Leva quando se for
Conforto
Viagens longas para dentro não há preço de entrada
Ou cobranças na saída
Vai quem quer, depois de trabalhar sempre para isso
Cada um trabalha desde sempre para o que considera melhor escolha
O bom não é idêntico para um outro ótimo alguém
A paz é uma segurança interior sem preço que valha, quando se alcança um belo dia
A generosidade não tem dívidas com ninguém
Outros meios de troca para doar, se entregar de alma, e sempre receber
E nem todos entenderem
Mudando o bom sentido
Exceto quem se doa mesmo!

A juventude passa após a maturidade
Serenidade
Serena idade escuta
Acata
A semente do abrigo remonta o bom viver
Na superfície desta Terra longínqua
Um monte tão verde
As bem-aventuranças têm nosso mestre de amor
Os frutos todos de um único sol, chuva, rios e solo
Produz a fertilidade da mãe terra criadora
Aonde volta e vai tudo novo de um ciclo em espiral
Até o amanhecer azul
No planeta das gerações
Girassóis
Sois vós!
Você sabe muito melhor que um eu


 

 

 

 

planetafuturo © Copyright 2000