Menu e Textos Alma das Flores
Banner

Cadastre-se e receba newsletter

    

 

 

Num determinado momento do aqui e agora: a distinção entre o existente na nossa realidade; o possível de existir, caso se faça isto ou aquilo outro; e o inexistente. Saudável percepção, sem ilusões, inverdades e sofrimentos vãos. Uma verdade existencial: a realidade é mutável, impermanente, e depende de inúmeros fatores. O que não pode faltar em um caminho escolhido: amor e amor próprio.

 

  
 


 

 

 

Um preguiçoso que movia o mundo para frente

 

 

  

Um 'preguiçoso' que movia o mundo

para frente  

Texto baseado nas Universidades do Gita

e da Roda da Vida 

(estudos para 'todas' as existências)

 Rosana Uchôa

07/02/2013


 

Alguns no plano físico dizem algo assim: "Que moleza, o trabalho do outro, a vida do outro".


OBS espiritual: No budismo, um preguiçoso é todo aquele que não faz das práticas espirituais um hábito regular em sua vida, ainda que num mundo materialista como o atual seja considerado até mesmo um compulsivo por trabalho, dinheiro e reconhecimento mundanos.

 19/09/2013

Observando a imagem ao lado, o que ela inspira a você, leitor(a)?

 

 

Esta é a história de um 'preguiçoso' que movia o mundo para frente. A única coisa que ele fazia de diferente -  e útil - era pensar firme e fortemente em Deus, dedicando a maior parte do tempo, o mais que conseguia e era capaz, as suas atividades a Deus.  Não importava os acontecimentos, bons ou ruins, a chuva e o sol, o calor e o frio, suas derrotas e sucessos, tristezas e alegrias particulares, medos e coragens, os novos desafios do momento, as contrariedades alheias e seus (nossos) conflitos intermináveis, porque o preguiçoso pensava forte em Deus e em Sua Vontade, mexendo com o mundo até aonde existia para ele. Alguns o compreendiam e alguns não. Mesmo assim, o tal 'preguiçoso' servia a seu propósito: ele pensava no bem de todos, incluindo também a felicidade pessoal. Escovava os dentes e tomava banho, obviamente, e lavando as panelas dos alimentos preparados por ele pensando em Deus, amava. Ele caminhava pensando em Deus, e amava. Ele escrevia pensando em Deus - e amava. Quando lhe procuravam, caprichava e servia do melhor jeito próprio que havia aprendido em sua profissão, semelhante a um gato espreguiçando-se num tapete. O 'PREGUIÇOSO' pensava numa maneira de pensarem melhor a respeito dos assuntos, respeitando a intuição, a ética e o bom senso. Ele agitava o conteúdo de algo. No dicionário Houaiss do UOL é este o significado da palavra MEXER.  Revolver, agitar o conteúdo de (algo), com a ajuda de colher, varinha etc., para misturá-lo, cozinhá-lo etc.

As pessoas começaram a se motivar, mesmo considerando o tal homem pouco PRODUTIVO.  Um tanto chocados com Deus, numa fase de transição necessária, queriam cada um a sua maneira ajudar o 'preguiçoso' a vencer o seu imobilismo; o estado inercial no qual conduzia a sua vida quase paralizada pela monotonia das repetições usuais mundanas; a sua obtusidade psicológica em áreas com possibilidades e alternativas ainda inexploradas, mesmo quando se dedicava tanto à sua existência conhecida por longo tempo: o seu caminho diário, fazendo o que sabia porque já estava acostumado. Perceberam, de uma certa perspectiva, que ele era EFICIENTE. Começaram a fazer trilhas em matas densas, lugares onde tal aventura se desdobrava em processos internos e externos, simultaneamente. Eles se entusiasmaram! Se entusiasmaram abrindo fronteiras, superando precisamente aquilo que consideravam ser limites fundamentais para serem transpostos! E o melhor: sem adversidades. Produtos naturais sem excesso de agrotóxicos. 

Um médico, por exemplo, não precisa sempre realizar uma consulta de uma hora. Ele escuta, faz também um rápido exame clínico, olha o paciente, e diz: “O remédio eficaz, no seu caso, você está sofrendo de “DXZ”, é este aqui:_______.”  Fim da consulta. Como era o último paciente, o médico foi aproveitar. Naquele dia em especial ele escolheu, aleatoriamente, fazer uma corridinha anti-stress antes de voltar para casa (mediante a permissão médica recomendável de um outro bom médico), ouvir duas músicas nunca escutadas antes, e, olhando o vasto céu noturno de Lua, planetas, estrelas, galáxias aparentemente distantes e cometas para se inspirar, respirando lento e bem profundo, então, ler a seguir uma única página de livro focando em Deus em primeiro lugar, antes de si mesmo.   

Mundo, de minha parte infinitesimal, microscópica, por hoje a cura é esta: _______. Está claro! Estou agora escrevendo a receita.  

 


O presente também depende da FÉ.

 

 

Comentários

Deixe seu comentário




Digite o código informado na imagem acima
planetafuturo © Copyright 2000