Menu e Textos Alma das Flores
Banner

Cadastre-se e receba newsletter

    

 

 

Num determinado momento do aqui e agora: a distinção entre o existente na nossa realidade; o possível de existir, caso se faça isto ou aquilo outro; e o inexistente. Saudável percepção, sem ilusões, inverdades e sofrimentos vãos. Uma verdade existencial: a realidade é mutável, impermanente, e depende de inúmeros fatores. O que não pode faltar em um caminho escolhido: amor e amor próprio.

 

  
 


 

 

 

A Gratidão e o Louco do Tarô

 

 

 

 

A Gratidão e o Louco do Tarô

Rosana Uchôa 

24/09/2012

 

 

A gratidão não tem fim, porque a gente sempre se lembra do que não consegue esquecer pelos mais variados bons motivos.

A gratidão é geralmente a melhor das despedidas.  

A gratidão não tem hora, porque não existe só por causa de mim e do Sistema Solar.    

A gratidão sabe dizer aDeus, porque o existente vem de Deus, independente da gente, de certa forma interligado. Nasceu livre para ser agradecida e também agraciada por Ele.    

A gratidão é uma cor que nunca se apaga. Luz dos seres.    

A gratidão é uma das melhores fotos de nosso perfil.   

A gratidão é a ponte num mar revolto, a coragem que sempre tive de dizer e a lembrança que fica quando um dia não mais estivermos aqui.    

A gratidão não tem sexo, mesmo começando com A e terminando com O.    

A gratidão é só o começo da verdadeira história dos mundos.     

A gratidão não espera nada de ninguém, porque é mais inteligente do que pensam as vãs filosofias mundanas.  

A gratidão não sente pena de ninguém: ela cura "todo mundo".  

A gente não sabe o que faz com a gratidão: se ri ou se chora.     

A gratidão não odeia ninguém. A gratidão sente amor cósmico. Ela agradece o bem e o mal que lhe servem de lição antes das provas finais.   

A gratidão não perdoa, porque não precisa disso para ser feliz. Confia em Deus. Depois de tudo agradece e pronto! Acabou! Não resta!

A gratidão não provoca e nem contraria ninguém, pois simplesmente agradece de coração sem pensar em mais nada, antes que diga o que sente.

A gratidão é um ato de entrega pela firme vontade de Ser: principalmente mulher, independente de sexo.    

A gratidão é a maior espontaneidade da Terra. Ela é a si mesma, antes que lhe digam como deveria ser, na realidade, em “um mundo maravilhoso” sem a sua existência assim como é, mas deveria ser, pensar, falar e escrever, caso fosse melhor depois de A-prender tudo o que alegam as explicações conhecidas de alguns, nunca todos, certamente conscientes das boas e peculiares experiências espirituais de vida ao longo dos anos.   

Os nossos pais são a gratidão: mamãe e papai. É uma honra amar papai e mamãe, replicou Deus a Moisés - para as pessoas de bom humor e bom astral habitual com TODOS os seres nascidos para viverem amorosamente. A gratidão honra Pai e Mãe, assim na Terra como no Céu. Nos ciclos de nacimentos e mortes sempre renasceremos em alguma morada um dia. Seja feita a Vossa Vontade.  

A gratidão é o brilho solar nos nossos dois olhos, quatro olhares num todo bonito e bom de saber existir - e permanecer.    

A gratidão dos amigos: cada um na sua trajetória feliz, na rede social.    

A gratidão não escolhe; colhe os frutos e depois quer distribuí-los, assim como a dádiva.   

A gratidão é simples: basta o nascer do sol, dia após dia.  O pior cego é aquele que não quer ver o existente dentro de si.  Nem a morte nos tira a gratidão da alma sincera. Sua vida é eterna, onde estivermos: aqui, lá ou acolá mais adiante no tempo.

Até o Louco do Tarô, sem número nenhum, nem zero e nem vinte e dois, se recorda de TER GRATIDÃO!  MUITO GRATA!

                                                                         

Músicas: www.youtube.com.br/planetafuturo

Território de leões-marinhos e demais seres oceânicos.

 

 

 

 

 

 

Comentários

Deixe seu comentário




Digite o código informado na imagem acima
planetafuturo © Copyright 2000