Menu e Textos Alma das Flores
Banner

Cadastre-se e receba newsletter

    

 

 

Num determinado momento do aqui e agora: a distinção entre o existente na nossa realidade; o possível de existir, caso se faça isto ou aquilo outro; e o inexistente. Saudável percepção, sem ilusões, inverdades e sofrimentos vãos. Uma verdade existencial: a realidade é mutável, impermanente, e depende de inúmeros fatores. O que não pode faltar em um caminho escolhido: amor e amor próprio.

 

  
 


 

 

 

Alquimia do Amor

 

Alquimia do Amor

A transformação interna e no mundo da luz e da sombra

16-10-2014

Rosana Uchôa

 

13-10-2014 Em algum momento do seu passado você já viveu isso? Alquimia do amor: São épocas raras, especiais, de transformações profundas, quando atingimos e tocamos pelo amor nossas partes sombrias, doloridas, e por outro lado, o melhor de nós se faz presente, de nossa leveza, flexibilidade e primor. Não acontece por vontade, simplesmente. Desencadeou.

Entre sorrisos e lágrimas o passado se desfaz e, então, se refaz novo num processo dinâmico e extenso de cura, alegria e satisfação, revitalizando a nossa essência e a expressão consciente.

Mais do que um estado de sentir agraciadas emoções de felicidade, quando nos acontece, a gente se cura onde nem imaginávamos saber brotar. A fé nos torna instrumentos de nós mesmos e assistimos tudo acontecer: dentro e fora. Toma conta da gente.

Quando assim se faz, é uma vitória espiritual e psíquica. E ela bem foi merecida pela força do amor que se desprendeu e revigorou no fundo d`alma.

 

16-10-2014

A mais significativa transformação no mundo que ansiamos começa dentro da gente, mais próximo e íntimo do que muitas vezes pensamos, quando aprendemos a manifestar a essência profunda de nossa verdadeira identidade e buscamos realizar o Sonho de Deus em nossas vidas, os motivos pelos quais cada um de nós, de modo único, foi criado à Sua Semelhança por Amor. Ninguém poderá ser e agir como nossa individualidade aprimorada e plena. Ninguém pode ser repetido ou duplicado. Somos únicos e portadores de uma beleza singular enquanto unidade criada e co-criadora. Cada ser humano possui a sua lenda pessoal. Essa é a meta humana de comunhão e auto-satisfação que não tem opções divergentes ou opostas, porque é o nosso próprio caminho ao longo das existências no mundo, hoje conturbado pelos mais variados interesses e divergências. Devemos superar a atual carência pelo aprofundamento de nossa própria natureza essencial, o que coloca os desejos da humanidade como ilimitados, insaciáveis e prejudiciais, e por imposição tirando, muitas vezes, a dignidade de viver de quem menos possui e quem menos entende para se defender e proteger.

"Conhece-te a ti mesmo." - Sócrates. A maior revolução começa em nosso interior: o amor por si mesmo, quando nos conhecemos melhor e somos quem somos. Não temos por que nos opor à nossa natureza, à verdadeira identidade pela qual existimos e temos, sim, a ideia de pertencer, fazendo parte de um todo completo interagindo, aprendendo a ser, e ao mesmo tempo compartilhando o que há para ser oferecido. Pode não ser fácil e nem ser adequadamente perceptível, sem dúvida, mas é um caminho positivamente transformador que temos de trilhar de uma forma ou de outra, de dentro para fora, e de fora para dentro, adquirindo conhecimento e percepção. Ao conhecer-se intimamente, ama-te a ti mesmo para, então, amar ao próximo como a si mesmo, e que as boas transformações e mudanças em nossas vidas pessoais e no planeta sejam consequências de nossas pequenas mudanças efetivas pelo amor e entrega que reside dentro da gente. É uma entrega ir se reconhecendo e adquirindo autoconhecimento, porque existem desafios, muitas vezes maiores do que aqueles que encontramos fora, fácil de visualizarmos problemas e méritos. Acredite no sonho de Deus para você e para a humanidade. O mundo vai mudar para melhor quando essa autoconsciência do Ser se expandir e buscar se esclarecer, sem medo de perder ou de menos ganhar para bem poder usufruir - em conjunto.

 

 

planetafuturo © Copyright 2000