Menu e Textos Alma das Flores
Banner

Cadastre-se e receba newsletter

    

 

 

Num determinado momento do aqui e agora: a distinção entre o existente na nossa realidade; o possível de existir, caso se faça isto ou aquilo outro; e o inexistente. Saudável percepção, sem ilusões, inverdades e sofrimentos vãos. Uma verdade existencial: a realidade é mutável, impermanente, e depende de inúmeros fatores. O que não pode faltar em um caminho escolhido: amor e amor próprio.

 

  
 


 

 

 

A Montanha de Cura

 

 A Montanha de Cura

15-08-2017

Rosana Uchôa

Os seres demoníacos, maus, perversos e complicados exigem o muito melhor de nós e por esse motivo sejamos capazes de extrair os acordes mais belos e dissonantes de nosso amor e espiritualidade. Sempre existe uma beleza por trás, mesmo quando difícil de perceber e entrar em contato interiormente. Tais lições ensinam o perdão sincero, o verdadeiro amor maior, a inabalável paciência, a resignação, a superação do medo, da raiva e da tristeza. É uma contradição da lei dos opostos, que nos proporciona a liberdade de nossas melhores escolhas de ser e fazer. Quando bem aproveitadas as lições dolorosas, emergimos com uma grande força, serenidade, amor e paz. Saibamos agradecer, compartilhar e desejar a felicidade a todos, sem exceções, o bem por tudo o que passamos e fomos em frente, adiante e acima. Depois é dizer de todo coração: 'Passei por isso, sofri e pela fé escalei uma montanha pelo amor profundo'. Rosana.

 

 

planetafuturo © Copyright 2000